CABECERA IMAGENES

ANDAINA - I OPEN XISTRA 25km, Tui


Percurso- Tui                                                                   Local- Tui
Itinerário- Pavilhão a Macoca, Castro do Alto dos Cubos, Circos, Moinhos de Tripes, Frinxo, Monte Aloia, Frinxo, Pavilhão a Macoca.
Partida- Pavilhão a Macoca (N 42º 03' 48''  W 08º 39' 23'') às 9h02m PT
Data- Domingo 19 de Outubro 2014                                      Distancia- 26km
Dificuldade        Física- Baixa             Técnica- Baixa           Circular- Sim
Tempo (horas)
Saída- 9h02m     Chegada- 13h30m     Duração- 4h28m
Velocidade         Media Total- 5,82km/h
Altitude (metros)
Máxima- 606     Mínima- 92         Desnível- 514              Saída/Chegada- 137
Positivo- 968     Negativo- 911     Desn. Max.- 18,92%     Desn. Min.- 21,82%
GPS Garmin Oregon 450  Nº de pontos- 5317   Intervaço de gravação- 3
Programa de analise de dados- CompeGPSLand/SportTracks
Indice IBP- 103 HKG                                                          M.I.D.E.- 1-2-2-3
Condições Atmosféricas- Céu coberto e temperatura agradavel.
Alimentação- Dois reforços liquidos + dois solido/liquido
Pontos de Interesse- Monte Aloia, Vale do Rio Minho, Monumentos e Muita, Muita Paisagem Natural.
Transporte- 43km - 40m (Melgaço, Valença e Tui) + volta e 6€ de combustível.
Organização- Clube de Montaña Xistra                                 Preço- 15€ (10€ FGM) Tubular.
Caminhantes- Blacbay - Robiin

Observar ou Descarregar o Percurso    Todas (270) as Fotografias Georreferenciadas (Picasa)

Fotografias Xistra





A levantar as cartas de controlo.

Primeiros metros a subir para o Monte Aloia.


Castro Alto dos Cubos.

O Primeiro Controlo foi manual, apenas se realizou para que ninguem atalha-se.

Tui e Valença lá em baixo, o Monte Faro ao longe.

A primeira descida, pequena.


Entrando no Percurso dos Moinhos de Tripes.



Caminho empedrado.

Zona espetacular.












Cruzando a Aldeia do Frinxo.

Continuamos a subir pelo Aloia.



Seguimos a canal da agua por varias dezenas de metros.



Primeiro controlo.

Continuamos a subir, por um percurso de BTT.

Voltamos aos Trilhos.





Detalhe do caixote de lixo.

Encontramos alguns Bttistas pelo caminho, é Domingo de manhã.


A chegar ao fim da subida.

O Vale do Rio Minho até a foz.

Já a descer e este salto na Pista de DH.

Detalhe.

Segundo controlo.



Continuamos a descer.


As Ilhas Cies ao longe.

Outro Bttista num saltinho.

Hoje é dia de passeio.

Trilhos espetaculares.




Trilhos de Trail.

Baiona ao longe.




Voltamos a subir.

As Ilhas Cies ao longe.

A Serra do Galiñeiro ao fundo.





Local de encanto.



Mais um controlo.


Inicio da ultima descida.

Atenção as pedras.


Sempre a descer.

O Rio Minho a brilhar.

Trilho muito tecnico.


Só faltavam os skis para esta descida.

Ultimas vistas sobre o Vale do Minho.

Novamente pelo canal de agua.

Ultimos metros.

Chegada.

Robiin primeiro classificado.

Premio.

A repor o perdido.

   Terceira prova do I Open Xistra de 25km, desta vez foi em Tui, pelo Monte Aloia.
   Este é um Open de regularidade, tens um tempo máximo e mínimo para passar nos controlos e cravar a velocidade média. Para ganhar não temos que ser os primeiros, mas ser os mais regulares ao passar pelos controlos.
   Nesta prova de Tui, levava uma “cábula” com as médias e os tempos que tinha a cumprir ao passar nos controlos, mas logo o primeiro, não estava no quilómetro que tinha sido informado na web, deveria estar no 6,8km e encontramo-lo ao km 8. Como não sabia se a organização se seguiria pela distância mencionada na web ou a real, eu continuei a seguir “cábula” e o Robiin controlava pela nova distância, um de nós tinha que subir ao pódio. A nossa intenção nesta categoria de Provas é um de nós terminar nos três primeiros. Foi assim que o Robiin conseguiu o primeiro lugar.
   Arrancamos subindo pelo Monte Aloia, para o Castro Alto dos Cubos, donde já se apreciava uma maravilhosa paisagem sobre o Vale do Rio Minho.
   Continuamos por uma pequena descida para entrar no Trilho dos Moinhos de Tripes. Um Trilho espetacular, subimos vários metros ao longo de um curso de água entre Moinhos, uns em ruinas, outros totalmente recuperados, pontes e passadeiras de madeira realizadas em troncos, uma zona muito bonita.
   Fomos subindo pelo Aloia acima, acompanhamos um canal de água feito em pedra, outro Trilho espetacular.
   Atingimos os 600 metros de altitude no topo do Monte Aloia, a paisagem é admirável, todo o Vale do Rio Minho, desde Monção até a Foz, o Monte de Santa Tegra. Do outro lado, o Oceano Atlântico, as Ilhas Cies, Baiona, Nigran e a Serra do Galiñeiro.
   Como esta Prova não é de velocidade mas sim de regularidade, há tempo suficiente para admirar estas paisagens.
   Tivemos uma pequena descida durante quatro quilómetros para voltar-nos a subir novamente aos 600 metros de altitude até ao Parque do Monte Aloia.
   Os últimos sete quilómetros foram sempre a descer até á meta.
   Foi um Percurso bem escolhido, com muitas zonas espetaculares, Trilhos técnicos e umas Paisagens incríveis.
   Eu já conhecia o Monte Aloia pelos vários Passeios de BTT que realizei neste Monte, mas as descidas sempre foram realizadas pela Pista de DH e não havia tempo de admirar a Paisagem.    Também já tinha realizado um Trail por alguns destes Caminhos, mas foi desta vez que mais gostei de percorrer o Monte Aloia.
   Um percurso para repetir proximamente, principalmente a zona dos Moinhos de Tripes e do Canal de Agua.

Classificação Tui
Posição     Dorsal     Caminhante     CP1       CP2       CP3       CP4       Media       Pontos
    1º          25         Robiin           5,542     5,628    5,557     5,503      5,558       93,65
   12º         33         Blacbay         5,531     5,434    5,300     5,356      5,405       86,13
   37º         44         Ultimo           5,462     5,389    5,035     4,853      5,185       56,46


Classificação Geral Provisoria
Posição     Caminhante      Vigo     Fragoselo      Tui       Pontos
   1º         Primeiro         97,69       86,13        89,97     273,79
   2º         Robiin            88,56       82,16        93,65     264,37
   3º         Blacbay          90,82       85,43        86,13     262,38
  18º        TEG                89,30       85,13         0,00     174,43
  27º        Ferreiro2008    88,58       72,49         0,00     161,07
  41º        Laurita            88,68        0,00         0,00       88,68
  71º        Ultimo            40,70        0,00         0,00       40,70  


Dados IBP.

A prova de: Vigo e Fragoselo

Blacbay