CABECERA IMAGENES

ANDAINA - IV RUTA DE BOQUEIXON


Percurso- IV Ruta do Colesterol                              Local- Boqueixón e Vedra
Itinerário- Camporrapado, San Paio de Codeso, Pico Sacro, Rubial, Rio Pereiro, Rio Ulla, Ponte Ulla, Caldelas, Donas, Rio Ulla e Camporrapado.
Partida- Casa da Cultura de Camporrapado (N 42º 48' 00''  W 08º 21' 54'') às 8h02m PT
Data- Sábado 28 de Junho 2014                                  Distancia- 50km

ULTRATRAIL - I 100KM SERRA do BARBANZA


Percurso- 100km do Barbanza                            Local- Península do Barbanza (Boiro, Pobra do Caramiñal, Riveira, Porto de Son, Rianxo e Lousame)
Itinerário- Boiro, Quinteiro, Castros de Neixon, Arribada, Bealo, Taragoña, Araño, Castro Barbudo, Boimazan, Monte Castelo, Parque de San Mamede, Abeixon, Monte Iroite, Graña, Parque Eólico do Barbanza, Monte Curota, Moldes, Playa de Corna, Pobra do Caramiñal e Boiro.
Partida- Plaza do Concello de Boiro (N 42º 38' 51''  W 08º 52' 59'') ás 15 horas(PT).
Data- Sábado/Domingo 21/22 de Junho 2014          Distancia- 100km

ULTRATRAIL - II RUTA VETONA, Bejar




Itinerario: II Edición Ruta Vetona
Localidad: Bejar
Salida y llegada: Bejar (Salamanca)
Fecha: 14 de Junio de 2014                                  
Distancia: 103,94 kilómetros

BTT - VI PASSEIO BTT AMIGOS da BICICLETA (descida) Tangil - Monção


Percurso- VI BTT Tangil                                         Local- Tangil, Monção
Itinerário- Porta P.N.P.G. de Lamas de Mouro, Brandas de Travassos, Parque Eólico Alto do Corisco, Parque Eólico de Santo António, Modelos, Vilar, Fundegos, Ventoso e Tangil.
Partida- Porta de Lamas de Mouro (N 42º 02' 21''  W 08º 11' 46'') ás 10h07m
Data- Domingo 15 de Junho 2014                              Distancia- 30km
Dificuldade    Física- Baixa      Técnica- Media          Circular- Não
Tempo (horas)
Saída- 10h07m     Chegada- 13h11m            Duração- 3h04m
Velocidade          Media Total 9,73km/h        Máxima- 59km/h
Altitude (metros)
Máxima- 1157     Mínima- 149         Desnível- 1008           Saída- 878      Chegada- 164
Positivo- 496      Negativo- 1.228    Desn. Max.- 15,56%    Desn. Min.- 24,45
GPS Garmin Oregon 450       Nº de pontos- 3697   Intervalo de gravação- 3
Programa de analise de dados- CompeGPSLand/SportTracks
Indice IBP- 56 MTB
Condições Atmosféricas- Céu limpo e muito, muito calor.
Alimentação- Um reforço (fruta e líquidos), almoço no final.
Pontos de Interesse- Muita, muita, Paisagem Natural, Brandas, Aldeias Serranas, Monumentos e quilómetros de single tracks.
Transporte- 24km - 34 minutos (Melgaço, Valinha e Tangil) + volta e 4€ de combustível.
Organização- Casa do Povo de Tangil                          Preço- 15€ (com almoço)
BTTistas- Blacbay (Mondraker Foxy R) - Miguel (Specialized Stumpjumper FSR) - Kuncas (Kona Tanuki Deluxe) - Roberto (Cannondale Jekyll 3) - Zé Luis (Cannondale Scalpel)

Observar ou Descarregar o Percurso       Fotografias     Blacbay       Miguel
Fotografias Organização.

Vídeos das descidas.


                                 
          
        

Outros videos- Carlos Ribas - Silvano Vilarinho 



Local de concentração.

As Maquinas bem arrumadinhas.

Oito horas da matina e já estavam 26ºC.

De autocarro para Lamas de Mouro.

Em Lamas a descarregar as Maquinas.

Local da partida.

Representando Melgaço.

A saída foi de uma das Portas do P.N.P.G.

Primeiros metros a cruzar o Rio Mouro.




Alguns metros pelo asfalto.

Já pelo estradão de acesso a Parada do Monte.


Subida para a Branda de Travassos.


Continuamos a subir para o Parque Eólico de Alto do Corisco.

A subidinha não era fácil.




Abandonamos o estradão para seguir por caminhos de Monte.


Branda de Mourim lá em baixo.



Branda de Covelo lá em baixo.

Entramos nos Trilhos.


Consequência de vir para o Monte sem agua.


Não estavamos sozinhos.





A trabalhar nas alturas.

Reforço.



Subida ao Parque Eólico de Santo Antonio.

Voltamos as Descidas por Trilhos, estão todos nos videos.

Paragem para reagrupar.


Novamente a descer, o mais rápido possível.

Único local onde fomos obrigados a descer.

Outra pausa para nos juntar.


O que estaram eles a fazer?

Melgaço.

Resultado de um pequeno tombo.






As fotografias nas descidas são praticamente todas quando paramos para nos agrupar.

Cruzando uma Aldeia.




Ultimos metros.

Chegada.

Ultima pausa para reagrupar.

O almoço foi ao ar livre junto ao Rio Mouro.



   Foi a primeira vez que participei neste Passeio de BTT, que praticamente foi uma descida.
   A primeira coisa que tenho a dizer é dar os parabéns á organização, pela escolha do percurso e pelo muito trabalho que tiveram para acondicionar os Trilhos.
   Depois de ter participado (durante vários anos) em muitos Passeios e Probas de BTT, em Portugal e em Espanha, nunca me diverti tanto como nos últimos 15km deste Passeio, a ultima descida.
   Das descidas em que participei, dos Furamontanhas, do Sarrabulho e em Ponte da Barca, da Maratona de Tábua onde dizem que tem os melhores single tracks de Portugal, nenhuma delas lhe chega aos calcanhares a este percurso organizado pela Casa do Povo de Tangil. Para quem adora descer, como é o nosso caso, o percurso foi de cinco estrelas, havia todo tipo de Trilhos, monte, terra batida, pedras, etc,  e sempre a descer. Os vídeos confirmam como disfrutamos a descer por Trilhos incríveis, com muita sombra, paisagens magníficas, zonas muito técnicas, também não faltou alguns tombos e vários despistes devido á alta velocidade a que descíamos e por vezes não tínhamos tempo nem espaço para seguir as marcações.
   Para mim, o melhor Passeio/Prova de BTT em que participei e ao lado de casa.
   O local de concentração foi na Casa do Povo de Tangil, de lá subiram-nos ao Parque de Lamas de Mouro de autocarro.
   Os primeiros 3,5km foram a descer, da Porta do Gerês até ao estradão que segue para a Freguesia de Parada do Monte. Aqui começamos a subir, passando pela Branda de Travassos, continuamos a subir para o Parque Eólico do Alto do Corisco. Abandonamos o Parque Eólico seguindo o caminho por cima da Branda de Mourim, mas sempre a subir.
Antes de chegar ao cruzamento onde se desvia para a Branda da Aveleira, desviamo-nos por um Trilho (quando o havia) para o Parque Eólico de Santo António, onde se encontrava o reforço. Até aqui eu e o Kuncas viemos juntos, o Roberto, Miguel e Zé Luís seguia-nos a poucos metros, no reforço juntamo-nos e fizemos as descidas juntos.
   Nas descidas só parávamos para nos reagrupar e comentar as zonas mais espectaculares por onde tínhamos passado. A meio da descida (descida de 15km) encontramos os amigos dos Templários de Pedal, também de Monção, juntamo-nos e terminamos as descidas juntos.
   Quero felicitar o Zé Luís pelo bom desempenho neste Passeio, pois foi a primeira vez que realizava este tipo de descidas, praticamente nunca tinha pedalado por Monte, mesmo assim não se livrou de alguma queda, mas também é preciso aprender a levantar-se.
   Os Trilhos já eram difíceis de descer em velocidade com Bike de 26’’ e suspensão total, devido ao pouco espaço do trilho e as curvas apertadas, nem quero saber o que deveriam sofrer os participantes com Bike 29’’ e só suspensão á frente. Tiveram que descer bastante mais devagar, nas curvas mais técnicas não havia espaço de recuperação, ou fazias a curva bem á primeira ou estavas fora do trilho, ainda encontramos alguns destes pelo caminho.
   O almoço foi ao ar livre nas margens do Rio Mouro a um quilómetro da meta, muito bom e com animação musical.
   Grande parte do percurso já o conhecia de o ter realizado ou de BTT ou a pé (é uma zona que utilizo para treinar, principalmente quando treino em altitude já que se supera ao 1000 metros de altitude), caminhos antigos, trilhos utilizados por caçadores, mas o mais espectacular foi a ligação entre estes caminhos que a organização fez, os melhores single tracks que alguma vez desci.
   Já podem contar comigo para a próxima edição.




Blacbay